De Francisco a 15 de Maio de 2009 às 11:48
Como o prometido no jantar de ontem, hoje dei aqui um saltinho, e parabéns pelo blog...ainda não o li tudo mas já dei uma vista por alguns poemas.

Como lhe tinha sugerido ontem, acho que pode colocar alguns videos, pois o tom com que diz os seus poemas é muito bom...

Parabéns pelo blog

nunca pensei que num jantar de curso fosse conhecer um poeta/engenheiro...mas como o João diz a "riqueza está na diversidade...",
De Latitudes a 17 de Maio de 2009 às 22:54
Olá Francisco,
no meio de tamanha barulheira ter conseguido despertar a atenção de alguém para um breve momento de poesia foi muito gratificante… um desafio lançado pelo Amigo Levi … superado por todos nós.
mesmo que em ambientes “hostis” e “impróprios”… a poesia impõe-se!!...
como costumo dizer… “abstraídos do ruído… a limpidez da música chegará… na ebulição dos pássaros que trazemos dentro…” …do silêncio possível… o descolar para o voo conseguido…
o teu comentário aqui… é reflexo disso mesmo…
como sabes, na engenharia civil, a estática é primordial... para um poeta, o desequilíbrio das forças pode, por vezes, revelar-se necessário para que o equilíbrio harmónico das emoções seja provável… uma relação que poderá ser de proporcionalidade inversa entre a acção e a reacção… para que dessa dinâmica resulte a recriação de algo que nos abale e nos acorde para olhares mais atentos e contemplativos…
questionar a irracionalidade das emoções, num determinado momento de reflexão a que ficamos sujeitos, é rasgar horizontes; abrir caminhos… construir pontes… num diálogo geométrico com o tempo… em que o espaço… é o momento de ser-mos limite que tende ao infinito…

abraços

a todas as queridas Amigas, o meu agradecimento pelos afectos… que vêm revelando nos seus comentários…

abraços e beijos
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.