Sábado, 17 de Novembro de 2007

Nota biográfica...(excerto 4)

Tenho um interior bucólico com odores campestres activos… mas, infelizmente, vou tendo que sobreviver, diariamente, à acidez urbano-depressiva. “ Buscam felicidades algures no progresso…. E eu à procura de um regresso à cidade que perdi.” “ a cidade é bem mais calma vista a esta distância”

 

Vivo, em comunidade, a marginalidade do ermita… na minha escrita…“… a incomunidade possível comunicabilidade artesanal de um leigo, quase analfabeto que sente a pressão incomedida dos limites, do tempo que quase não resta. A falta de abertura nos horizontes cada vez mais sem sorriso. Ausência quase esquecida! Ou quase lembrada… fronteiras da minha terra onde eu não sou nada!”

 

Para suportar a “caustica genética” deste “pesadelo constante” …

É muitas vezes ao húmus que vou buscar a verticalidade das grandes árvores e a paciente atitude perante a agressividade do tempo numa postura guerreira contra todas as intempéries.

“Tudo em nós é terra.. Tudo vibra ao vigor dessa emoção geológica persistente. Tudo é mar e um pouco do seu sal…Tudo arde em nós de extrema incandescência” tudo é fogo e alma e chama “O que mereço… é só loucura/ É só alucinação cósmica :… a cor irreal/ Da insanidade latejante de um pensamento / Frio no infinito padecer da alma/ No vórtice desse outro inferno que nos aclama/ Matéria para combustão e sofrimento”

“Não são azuis/ os corações que sonho./ / O ódio podre neles contido/ ferve a cáustica genética/ vazando a hereditariedade de gerações/ mantidas em pesadelo constante./ / Neste pesadelo meu.../ não são corações/ os azuis que tenho/ com urgência/ de acordar...”

publicado por Latitudes às 12:09
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Anónimo a 17 de Novembro de 2007 às 22:53
Mário,


Estou amando essas tuas notas biográficas.

Tu és a amizade que nunca tive.
Pessoas das quais eu confio, admiro e acredito!

(a)braços sempre Mário :)


P.S..: parabéns pela mudanças no seu blog, ta lindo!
(As fotos estão perfeitas : )

Lampejo

De Anónimo a 19 de Novembro de 2007 às 03:52
Olá venho por primeira vez aqui nesse teu cantinho,que por sinal é lindissimo!
Talvez não devas lembrar-se de mim....és meu amigo do Hi5.
Voltarei mais vezes..e aproveitando levai teu link comigo.

Bjinhos
De Rdser a 19 de Novembro de 2007 às 03:54
desculpe..esqueci de colocar meu link.
De Nanda a 30 de Dezembro de 2008 às 15:05
Estou a adorar ler as tuas notas biográficas.
Tu és uma pessoa muito Especial de uma sensibilidade indiscritivel...
Alguém que admiro e em quem acredito!!!
Abraço

Comentar post

.João Ramos


. ver perfil

. seguir perfil

. 5 seguidores

.pesquisar

porque a riqueza está
na diversidade...
não à uniformização...
"as imagens possíveis.../ neste lugar ao sul no meu/ interior nordeste/ uma viagem à minha / geografia interior/ lugar onde sou e que sou, sempre!.../ ainda que em Latitudes ausentes/ buscando uma longitude constante” Mário João Page copy protected against web site content infringement by Copyscape


.... com a ferramenta possível... possivelmente o melhor de mim

.arquivos

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.links

.Carmen Ayerra

fiquei deslumbrado com esta pequena bruxinha... mágica poesia que se lança como um feitiço aos olhares mais desencantados...
fado português... fado meu... vida minha...
RSS