6 comentários:
De s.a. a 18 de Fevereiro de 2008 às 17:45
...linda ode ao amor!... a quem amas!...
Lindo!...
De Lampejos a 20 de Fevereiro de 2008 às 12:07
Se tu soubesses como este teu lamento molhado dói quando bate esta dor exposta.
Vago para os murmúrios da tua alma, meu corpo cede aos teus encantos solitários.
Amor meu o “cheiro à paixão que de tão perto sentiste” viaja... minha boca reivindicando teu nome por minhas noites de delírios tendo tanta urgência em olhar-te.

(a)braços meu poeta :)

De constantinne a 21 de Fevereiro de 2008 às 22:28
Esse adeus perdura, vive.
lindo..loool
beijos.
De Ceu a 22 de Fevereiro de 2008 às 13:45
Nao desesperes...sobrevive e vai ao seu encontro...como sempre espectacular! BJS
De Um Outro Lugar Pra Sonhar a 26 de Fevereiro de 2008 às 03:51
Poeta,

Juntos...
um convite para viver...Um sonho fabuloso e fascinante, vamos!

(a)braços e flores :)
De aDesenhar a 2 de Março de 2008 às 01:26
força poeta...

que para além
dessas latitudes
ultrapasses as
tuas inquietudes

abraço companheiro

notinha:poeta não sou, mas que tentei... tentei.
:-)

Comentar post