Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2007

D i g n i d a d e ...

 

 

jamais venderei

o que penso

quanto mais quem sou...

quem sou?...

vença tempestades violentas

ventos assombrosos

o abrigo natural

evada-se de mim

a força combatente

e imponha-se nesse instante

impiedoso o forte frio...

jamais a gente vil

me encontrará do mesmo lado

pois não será possível sequer

domesticar um pensamento

nem de mim expropriada


a Dignidade!


imagem: pescada na rede
por: um pescador de sonhos 

publicado por Latitudes às 20:03
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De adesenhar a 7 de Dezembro de 2007 às 11:09
tenho um desenho no meu ultimo post , onde faço um desafio aos bons escritores em jeito de desafio. Tens aí uma boa oportunidade para riscares umas letras a gosto.
Dá lá um salto.

abraço amigo
De um outro lugar para sonhar a 8 de Dezembro de 2007 às 01:04
Mário, Mário,



Isso é mais que uma prece de verdade.

Destas verdades não me livro.



Deixo-te o meu silêncio diante dos seus verbos travado na garganta.



(B)eijos meu (dignifico) poeta.



uma latitude que te ama!



De adesenhar a 8 de Dezembro de 2007 às 01:38
enviei-te um mail acerca do desafio e aguardo a resposta, para publicar o teu excelente texto.

abraço
De Latitudes a 8 de Dezembro de 2007 às 10:36
Olá Amigo,

envei-te um esquiço para aprovação (corr.)
um tema difícil esse teu desafio
espero não desiludir
e ter ido de encontro à tua convicção

desculpa a irracionalidade do sonho
que assim me surgem
os mais nobres poemas

poderá não ser o caso
ainda está fresco
o tempo dirá da sua consistência
se porventura o tivermos que demolir...
a mão-de-obra foi gratuita
e "como nada se perde, tudo se transforma"
quem sabe um dia reciclado
numa qualquer antologia...

obrigado

Abraços

p.s. achei que esta nota merecia estar aqui
De Latitudes a 5 de Julho de 2013 às 11:01
esquisso*

Comentar post

.João Ramos


. ver perfil

. seguir perfil

. 5 seguidores

.pesquisar

porque a riqueza está
na diversidade...
não à uniformização...
"as imagens possíveis.../ neste lugar ao sul no meu/ interior nordeste/ uma viagem à minha / geografia interior/ lugar onde sou e que sou, sempre!.../ ainda que em Latitudes ausentes/ buscando uma longitude constante” Mário João Page copy protected against web site content infringement by Copyscape


.... com a ferramenta possível... possivelmente o melhor de mim

.arquivos

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.links

.Carmen Ayerra

fiquei deslumbrado com esta pequena bruxinha... mágica poesia que se lança como um feitiço aos olhares mais desencantados...
fado português... fado meu... vida minha...
RSS