Segunda-feira, 26 de Novembro de 2007

ouso buscar poesia...



ouso buscar poesia

na compartimentação dos quartos

das sedas a arquitectura

concêntrica e exacta do poema

onde dorme o silêncio

onde flui insinuante o

pensamento agitado da insónia

onde apenas e só

as paredes verticais alinham

nas arestas

horizontes próximos e possíveis

do levitar primordial da cama

transcende-se o que resta dessa

alma incerta que busca

uma outra mais concreta e


sublime

publicado por Latitudes às 00:30
link do post | comentar | favorito
10 comentários:
De Anónimo a 26 de Novembro de 2007 às 02:28
Com esse tua linhas de sensibilidade ímpar.
Tua ligação com o tempo é magnânima, Mário.

Como disse (Mário Quintana) ”as tuas mãos têm grossas veias como cordas azuis.
Sobre um fundo de manchas já da cor da terra”

Se mais perto estivesse, terias mil abraços por esse poema!

(a)braços poeta!

De Latitudes a 26 de Novembro de 2007 às 13:20
...chama-me poeta
com a voz meiga de quem me quer
na tua poesia...
De Anónimo a 27 de Novembro de 2007 às 01:31
Tu és muito mais, que a minha poesia.
Gosto de abraçar as tuas palavras com carinho...

Dá pra sentir o cheiro do vento de mudanças no ar.

(a)braços poeta :)

um outro lugar para TE sonhar

De Anónimo a 26 de Novembro de 2007 às 02:48
es que me pica la curiosidad de saber por donde va tu imaginación
Que me encanta y que aprendo tantísimo de tus poemas, que sólo puedo decirte
Te quiero mucho mario

Mil besos y uno más. Ana
De Latitudes a 26 de Novembro de 2007 às 13:14
a ti...
que amas boca
deste desajeitado homem
que desconheces...
obrigado por esse impulso que
dizes ardente em ti
e por deixares a tua emoção
em minhas Latitudes
De Ana a 26 de Novembro de 2007 às 21:00
Tu boca es muy linda de verdad,ya com relacion a no conocerte,bueno eso lo podremos resolver...que tal?
Si es posible que algo auténtico de la vida humana sobreviva en este mundo....este algo eres tu..mi torito mario.
gracias por me aceptar en el Hi5.
besitos en esta boquita linda.Ana
De aDesenhar a 29 de Novembro de 2007 às 15:13
bem limadas as arestas dos teus poemas.
creio que os colocas a estagiar em "casca de carvalho".
:-)

abraço amigo
De Latitudes a 2 de Dezembro de 2007 às 17:57
Olá Amigo,

Fiquei muito feliz que tivesses desenhado aqui a tua a tua opinião.
Somos de boa colheita. A pipa é que já vai ficando fraca. não concordas?

brindo ao teu regresso!
abraços
De Nanda a 7 de Janeiro de 2009 às 09:25
Parabéns Poeta por tão lindas palavras...
gosto de ler a tua poesia
Abraços e flores

Comentar post

.João Ramos

.pesquisar

porque a riqueza está
na diversidade...
não à uniformização...
"as imagens possíveis.../ neste lugar ao sul no meu/ interior nordeste/ uma viagem à minha / geografia interior/ lugar onde sou e que sou, sempre!.../ ainda que em Latitudes ausentes/ buscando uma longitude constante” Mário João Page copy protected against web site content infringement by Copyscape


com a ferramenta possível... possivelmente o melhor de mim

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.links

oferecido por...(clica no selo)

.Carmen Ayerra

fiquei deslumbrado com esta pequena bruxinha... mágica poesia que se lança como um feitiço aos olhares mais desencantados...
fado português... fado meu... vida minha...
RSS