Quarta-feira, 17 de Agosto de 2011

s ó …

 

só...
enquanto a dúvida

me devora...
e o tempo ameaça

sufocar o nosso 

amor...
a angústia de te

saber perdida
confronta-se com a 
alegria de te saber

parte de mim...

a melhor parte de mim

quedou-se nesse lugar etéreo

leito de quem amou

pétala a pétala o

jardim onde nos demos


tags:
publicado por Latitudes às 15:37
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Jaime A. a 26 de Agosto de 2011 às 00:25
O amor, sempre... e fica lindo esse leito de pétalas.
Como sempre escrevo: não sei cantar o amor e admiro e prezo muito quem o sabe cantar.
De Latitudes a 26 de Agosto de 2011 às 15:16
na verdade...
também eu não devo cantar lá muito bem o Amor...
desafino, cantando, quase sempre, muito desAmor ...
pois que... quando penso que esse Encantamento
veio definitivamente para me fazer inteiramente feliz....
há sempre quem teime em acordar-me desse Sonho
e tornar-me, de novo, mais Só e mais Vazio...

Obrigado Jaime, por me fazeres sentir menos só...
De Menina Marota a 27 de Agosto de 2011 às 00:55
Quem ama nunca está só. Tem o Amor por companhia.
Gostei muito de aqui estar a acompanhar-te na leitura da tua poesia.
Um abraço
De Latitudes a 27 de Agosto de 2011 às 13:44
obrigado Menina Otília, pela tua primeira presença
neste meu "íntimo" lugar de "ausências"...

abraços e beijos
De Alexandra Maria de Morais a 31 de Agosto de 2011 às 15:07
Só hoje vim aqui ao seu blog. Ausente andei, distante fiquei do mundo que me rodeia!
Com avidez, percorri e li seus poemas! Depois de os ler e me ter deliciado com sua escrita que em alguns momentos me fez lembrar poetas que adoro, retive-me neste.
Não tenho vergonha de o dizer, mas a água de meus olhos fez correr! Solidão! Como eu sei o que isso é! E como sinto o estar amarrada a um tempo que eternizei dentro de mim, a momentos que sinto como se os vivesse agora! E isso dói ! Parabéns Mário! Continue a escrever aquilo que sente.
Um abraço
De Latitudes a 31 de Agosto de 2011 às 20:35
Obrigado Alexandra… pelo sentido comentário…
pela coragem de partilhares connosco as tuas dores
… e as lágrimas, vertidas neste pequeno Lago de Ausência…
que esse passado que te acompanha até hoje, não te impossibilite
de amares alguém que te ame e aceite como és…
que esta minha Latitude possa ser um Lugar libertador…
onde venhas purificar esse olhar sensível que aqui nos mostras…
um Lugar onde, fraternamente, te sintas num abraço que minimize
ou suprima a tua dor… __________ e a tua solidão!...

abraços e beijos
p.s. : gosto que me tratem por tu…
sou contra qualquer coisa que promova distância

Comentar post

.João Ramos

.pesquisar

porque a riqueza está
na diversidade...
não à uniformização...
"as imagens possíveis.../ neste lugar ao sul no meu/ interior nordeste/ uma viagem à minha / geografia interior/ lugar onde sou e que sou, sempre!.../ ainda que em Latitudes ausentes/ buscando uma longitude constante” Mário João Page copy protected against web site content infringement by Copyscape


com a ferramenta possível... possivelmente o melhor de mim

.arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.links

oferecido por...(clica no selo)

.Carmen Ayerra

fiquei deslumbrado com esta pequena bruxinha... mágica poesia que se lança como um feitiço aos olhares mais desencantados...
fado português... fado meu... vida minha...
RSS