Domingo, 4 de Janeiro de 2009

solitária veneração…

procuro-te!.. no perfume que perdura à tua passagem pelas minhas latitudes… apetecível que é o teu aroma… ternura que perfila a aveludada fragrância de uma rosa… flor de minha solitária veneração… que das tuas pétalas se faça um coração… inteiro de bravura e de bondade… e desse mesmo amor… a liberdade; o verdadeiro sentir que nós se instala… que a voz desse lugar… saudade que não cala… o clamar de ausências sem sentido…  nos traga… o que nos foi tão prometido…

publicado por Latitudes às 01:43
link do post | comentar | favorito
7 comentários:
De maré a 4 de Janeiro de 2009 às 11:29
e deixa-me encontar na tua noite o refúgio e uma esperança
.
.
.
flor a que aspiro
na eterna brevidade em que nos somos

De Nanda a 4 de Janeiro de 2009 às 17:30
Não tenho palavras, apenas lágrimas caiem de tanto sentir...completamente rendida, verdadeiramente belo...poderei eu desejar um dia sentir o perfume das tuas latitudes!!!...
Abraço muito apertado de perfeita veneração ao Homem que és...
De N. a 6 de Janeiro de 2009 às 09:29
Nada sou! E contudo, sou...
Sou,porque és, porque fazes com que seja...
Vamos dar asas ao desejo, explorar onde o tempo pára, ou atravessar a pálida névoa nos cosmos das águas tranquilas, onde reside o verbo,onde o espiríto se aquece e a calma se refresca...
Mergulhar no impulso do inúmero ou calcorrear as cascatas do céu no infinito das terras sagradas, onde tudo é harmonia, onde se vê o incomensuravel e se sente o improvavel...
Sim, vamos dar asas ao desejo!!!...
Deixar que ele nos leve à génese do ser e ser qualquer nudez na fluidez do nada...
Se nada sou e mesmo assim sou, deixa-me nada permanecer e contigo Ser...

minhas não são estas palavras, mas falam meu sentir ...
ao meu venerável Poeta
Abraços e flores
De gabriela rocha martins a 6 de Janeiro de 2009 às 23:32
"que a liberdade nos traga - o que nos foi tão prometido"

será capaz? assim espero porque a "saudade que não cala" exige.nos PRESENÇA nesta nossa

solitária veneração

à POESIA



.
um beijo


De Carla Ribeiro a 8 de Janeiro de 2009 às 16:46
Olá, olá! Passei só para te dizer que já li o teu livro e que escrevi um pequeno comentário.. Podes lê-lo no meu novo espaço... http://asleiturasdocorvo.blogspot.com

Abraço...
Carla
De Lampejos a 10 de Janeiro de 2009 às 06:55
Poeta,

Declara-te como que abre porteiras para dar passagem... Confesso que fiquei curiosa do alvo.

Acho que conheço essa flor mais pelo retrato que a poesia pinta por ser tão bela, assim como são belas as tuas palavras!

O prometido é o que vive neste paraíso que tem a janela ao alcance da eterna primavera!...

Bom fim -de- semana!...


(a)braços,flores,girassóis:)

De Lampejos a 10 de Janeiro de 2009 às 06:59
errata:quis dizer (Quem)

:;

Comentar post

.João Ramos

.pesquisar

porque a riqueza está
na diversidade...
não à uniformização...
"as imagens possíveis.../ neste lugar ao sul no meu/ interior nordeste/ uma viagem à minha / geografia interior/ lugar onde sou e que sou, sempre!.../ ainda que em Latitudes ausentes/ buscando uma longitude constante” Mário João Page copy protected against web site content infringement by Copyscape


com a ferramenta possível... possivelmente o melhor de mim

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.links

oferecido por...(clica no selo)

.Carmen Ayerra

fiquei deslumbrado com esta pequena bruxinha... mágica poesia que se lança como um feitiço aos olhares mais desencantados...
fado português... fado meu... vida minha...
RSS