Domingo, 7 de Dezembro de 2008

plenitude inacessível...

 

ah! poder encontrar essa plenitude...

poder encontrar-me nessa plenitude...

poder encontrar nessa plenitude... a dádiva da vida!!!

que pena não ser inteiro! o amor que me desune

pois que repartido está o meu olhar

na fragmentação dos dias; na fragmentação do tempo...

que nos constrói; que nos destrói;

que nos divide do que fomos;

que nos agrega no que somos...

ah! plenitude inacessível!!!

por quanto de invisível eu te vejo...

no húmido agridoce

desse beijo

 

publicado por Latitudes às 19:12
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Nanda a 9 de Dezembro de 2008 às 19:31
O que escreves é tão sentido, tão rico...
Parabéns
Obrigada por me deixares ter o previlégio de partilhar tamanha beleza...
De gabriela rocha martins a 9 de Dezembro de 2008 às 23:36
no espelho em cuja solidão se vê o homem


o POETA [re]dimiu.se.........em palavras agridoces

.
.
.
.
.um beijo
De Lampejos a 10 de Dezembro de 2008 às 21:54
Poeta,

Pela objetiva do meu olhar...
Há em primeiro lugar que se definir o caminho por onde a plenitude se tornará acessível, sem divisões. Se dentro de si encontrar esta estrada, então, saberás que ela precisa ser administrada para que seja uma via livre, limpa e que permita os sentidos se tornarem aguçados, o invisível visível a olho nu, boca molhada, coração acelerado e mente expandida.


...


[obrigada]


(a)braços e flores.
De Lampejos a 12 de Dezembro de 2008 às 04:29
Mário João,

Feliz Aniversário querido amigo e poeta incrivelmente sublime...
amigo de letras, de emoções, de conversas e entardeceres...

Para ti Poeta,
Que venham muitos anos Mais... Para compartilharmos...

Quero-te muito... Felicidades!...

Agora vamos celebrar?
De Perla a 17 de Dezembro de 2008 às 17:40
Votos de um Santo e Feliz Natal e um Luminoso Ano Novo de Paz!

Beijinhos
De Nanda a 23 de Dezembro de 2008 às 14:49
A beleza existe em tudo - tanto no bem como no mal. Mas sómente os artistas e poetas sabem encontrá-la...

Comentar post

.João Ramos

.pesquisar

porque a riqueza está
na diversidade...
não à uniformização...
"as imagens possíveis.../ neste lugar ao sul no meu/ interior nordeste/ uma viagem à minha / geografia interior/ lugar onde sou e que sou, sempre!.../ ainda que em Latitudes ausentes/ buscando uma longitude constante” Mário João Page copy protected against web site content infringement by Copyscape


com a ferramenta possível... possivelmente o melhor de mim

.arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.links

oferecido por...(clica no selo)

.Carmen Ayerra

fiquei deslumbrado com esta pequena bruxinha... mágica poesia que se lança como um feitiço aos olhares mais desencantados...
fado português... fado meu... vida minha...
RSS