Sábado, 24 de Maio de 2008

reflexos de um sorriso...

 

frente a frente, ao espelho,

olho-me, vejo-me…

fixo-me no meu próprio olhar,

tentando desvendar-lhe algum segredo,

procurando dúvidas, remexendo incertezas…

apreciando as minhas imperfeições,

contemplando, algumas, perfeitas emoções…

 

por algum tempo,

somos dois olhares que se cruzam,

tentando focar o mais e menos infinito.

 

no momento em que se cruzam…

sinto quebrar as barreiras…

sei não estar sozinho…

 

porque no meu olhar,

são invisíveis as  fronteiras!?

porque no meu olhar,

há casas,

há janelas deformadas pelo tempo.

como meus olhos um pouco envelhecidos,

por muitos olhares amargurados

por muitos dias enraivecidos … à janela.

porque no meu olhar,

há chuva, há vento,

há pássaros e brisas de gente… pousados!

há videiras… amieiros embriagados

há sobretudo a imagem simples  de um ser complexo

há um volúvel ribeiro…

há um enorme universo!

 

quem dera poder ler o pensamento deste reflexo

quem dera tocá-lo e sentir-lhe calor

quem dera

poder devolver-me…

devolver-lhe a sua imagem

e conseguir entendê-la num breve sorriso!

publicado por Latitudes às 11:12
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Anónimo a 24 de Maio de 2008 às 20:57
Bela poesia!...
Também gostaria de ler o meu reflexo, mas...

O teu olhar, com certeza, espelho de tudo o que transmites pela tua Poesia, será isso e muito mais, meu querido Amigo!
Quando te olhares ao espelho, será o sorriso do reflexo que verás! Sempre!!...
Because you're life itself!...

Abraço...
De s.a. a 24 de Maio de 2008 às 21:01
Problemas no computador, querido Amigo... Fiquei anónima...

Abraço!...
De gabriela rocha martins a 26 de Maio de 2008 às 01:00
devolvo.te numa única palavra

o deleite da

EXCELENTE

leitura



.
um beijo
De Lampejo a 27 de Maio de 2008 às 07:25
Poeta,

Busco um encontro com teu olhar reflexível.
......

Outro dia
Eu te escrevo sem pausa
no epíteto de um contato sagrado,
que eu resumo em sílabas
sem distâncias / sem tempo.

(a)braços, flores , poesias :)
De Ceu a 28 de Maio de 2008 às 09:16
Querido amigo
Esse espelho em que te olhas, é o reflexo do teu enorme talento...percorre esse ribeiro e chegarás à foz do teu sucesso!!!
Bjs e abraços poeta
De Nanda a 24 de Março de 2009 às 14:16
As palavras, de indriscritivel beleza, as quais não mais consegui deixar de ler e reler...
nelas eu encontro algo que se identifica com o meu ser e o meu sentir...
é também com elas que muitas vezes encontro a paz, serenidade e tranquilidade...
Uma vénia de profunda Admiração
ao meu Poeta preferido...
Abraços e Flores

Comentar post

.João Ramos

.pesquisar

porque a riqueza está
na diversidade...
não à uniformização...
"as imagens possíveis.../ neste lugar ao sul no meu/ interior nordeste/ uma viagem à minha / geografia interior/ lugar onde sou e que sou, sempre!.../ ainda que em Latitudes ausentes/ buscando uma longitude constante” Mário João Page copy protected against web site content infringement by Copyscape


com a ferramenta possível... possivelmente o melhor de mim

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.links

oferecido por...(clica no selo)

.Carmen Ayerra

fiquei deslumbrado com esta pequena bruxinha... mágica poesia que se lança como um feitiço aos olhares mais desencantados...
fado português... fado meu... vida minha...
RSS