Quinta-feira, 27 de Dezembro de 2007

detenho-me...

 

 


detenho-me na visão paradisíaca dos teus seios, do teu ventre, do teu sexo... onde me implanto como semente capaz de crescer... capaz de germinar... capaz de vencer... ou de ceder como predador à tentação da carne por devorar; à sede e fome do insaciável... à descoberta tardia da sensualidade e sexualidade experimentada e sábia... à fonte humedecida de todos os sonhos, de todos os desejos... quero beber toda a tua água!!!  Secar-me, como quem desidrata, dentro de ti….

publicado por Latitudes às 22:40
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De C. a 28 de Dezembro de 2007 às 20:01
Você é inquietante,
Estimulante,
Penetrante,
Excitante...
Necessário,
Você é [meu..]
pecado
sedutor,
energético...
Apaixonado,
Você é cálido,
fogoso,
luminoso,
Você é único,
inspirador, sexual, lógico...
Você é secreto,
guerreiro
vítima
e herói.

É o que sinto quando começas com teu jogo de sedução.

Beijos com o doce néctar da pele...meu poeta!
De aDesenhar a 29 de Dezembro de 2007 às 23:41
olá João

vê lá se germinas a tua jogada no Dominó!
é a tua vez.
Faz um intervalo salutar e tem uma visão paradisíaca nos seios da peça que vais jogar.
:-)

abraço
De Isabel Filipe a 30 de Dezembro de 2007 às 22:24
Oi João,

è novamente a tua vez de jogar ...

a ultima peça ainda não está no tabuleiro ... mas vê nos comentários ....


bom ano novo para ti


bjs
De D. a 20 de Março de 2008 às 18:49
Amo-te.

Comentar post

.João Ramos

.pesquisar

porque a riqueza está
na diversidade...
não à uniformização...
"as imagens possíveis.../ neste lugar ao sul no meu/ interior nordeste/ uma viagem à minha / geografia interior/ lugar onde sou e que sou, sempre!.../ ainda que em Latitudes ausentes/ buscando uma longitude constante” Mário João Page copy protected against web site content infringement by Copyscape


com a ferramenta possível... possivelmente o melhor de mim

.arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.links

oferecido por...(clica no selo)

.Carmen Ayerra

fiquei deslumbrado com esta pequena bruxinha... mágica poesia que se lança como um feitiço aos olhares mais desencantados...
fado português... fado meu... vida minha...
RSS